Exportações do agro-alimentar subiram 56% em menos de dez anos

A afirmação é do ministro Adjunto e da Economia Pedro Siza Vieira que visitou o SISAB Portugal (Salão Internacional do Setor Alimentar e Bebidas) no primeiro dia do evento que tem lugar anualmente no Altice Arena, em Lisboa.
Durante a visita àquela feira internacional, que cumpre em 2019 a sua 24ª edição, o governante elogiou o setor agro-alimentar e referiu o contributo do SISAB Portugal na internacionalização dos produtos portugueses.
No fim de uma visita em falou com responsáveis de empresas nacionais presentes e foi abordado por vários importadores, o titular da pasta da Economia referiu que 2018 foi um ano de recordes no setor.
“Ainda no ano passado batemos o recorde das exportações a este nível. Tem sido por isso muito reconfortante falar com os vários expositores, perguntar pelas expectativas para este ano e todos preverem a continuação de um ano muito bom em termos de exportações”, disse em declarações aos jornalistas.
Pedro Siza Vieira referia-se aos números das exportações do setor agro-alimentar que indicam terem subido “56% em menos de dez anos”.
“Se olharmos para os anos entre 2010 e 2018, as exportações do setor agro-alimentar cresceram 56%”, assinalou, acrescentando que este tem sido “um percurso absolutamente fantástico”, destacou.
Por esse motivo, defendeu que “no setor agro-alimentar as notícias são todas muito positivas”. “As exportações estão a crescer a um ritmo superior ao das importações e o défice da balança comercial tem vindo a reduzir-se muito significativamente”, assinalou.
Sobre o certame que visitou, o governante defendeu que “tem dado, ao longo destas 24 edições, um contributo para a visibilidade do setor agro-alimentar português no mundo e neste momento estabeleceu-se como uma montra de preferência”.
O ministro destacou o facto do SISAB Portugal receber nesta edição compradores de 130 países diferentes, considerando que a presença de um elevado número de importadores “é um contributo muito importante para o crescimento das exportações do agro-alimentar”, que já ocupa a terceira posição entre os setores exportadores da economia portuguesa.

Esforço de diversificação de mercados

Pedro Siza Vieira sublinhou que o mundo “está a descobrir a qualidade dos produtos portugueses”.
“Sabemos que os os vinhos, os queijos, os produtos tradicionais são ótimos e as nossas frutas estão também a fazer um percurso extraordinário. Isso deve-se ao trabalho de muitas empresas e de muita promoção”, defendeu.
Assinalou ainda aos jornalistas que tem sido feito um esforço de diversificação muito grande dos mercados, referindo que “cada vez mais”, em alguns produtos específicos, Portugal está a ter “muito sucesso em determinados mercados, como o vinhos nos EUA ou a carne de porco na China”. “Só este ano a partir do zero vamos atingir 100 milhões de euros de exportações de carne de porco para a China”, exemplificou.
Antes de sair deixou um elogio ao setor. “No setor agro-alimentar as notícias são todas muito positivas. As exportações estão a crescer a um ritmo superior ao das importações e o défice da balança comercial tem vindo a reduzir-se muito significativamente”, afirmou.
O SISAB Portugal abriu portas no dia dia 25 no Altice Arena e prolongou-se até ao dia 27 de fevereiro.
Nesta 24 edição, o certame que é apontado o maior evento da exportação do setor agroalimentar português, recebeu cerca de 500 empresas expositoras e mais de 1600 compradores provenientes de 130 países.
No primeiro dia da feira, marcaram presença, além do ministro da Economia, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, e o vice-presidente do Governo Regional da Madeira, Pedro Calado.
O certame foi visitado pelo secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, pelo secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, e pela presidente do CDS-PP, Assunção Cristas e do presidente do PSD, Rui Rio.
No segundo dia, estiveram no SISAB Portugal, o Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, acompanhado pelo Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, e o secretário de estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.
Para além de negócios e contatos, o certame realiza um programa complementar que inclui provas de vinhos, provas de produtos, uma sessão de showcooking com o chef Chakall e um jantar dedicado à degustação de produtos tradicionais do arquipélago dos Açores.
Na edição deste ano foi homenageado a Carlos Morais, o idealizador e fundador do SISAB PORTUGAL, falecido prematuramente em julho do ano passado.

 

Source: mundoportugues.pt

Share this post